ARTRITE REUMATÓIDE - INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM DE REABILITAÇÃO

Artrite reumatóide (AR) – doença inflamatória crónica caracterizada por uma inflamação do tecido conjuntivo, predominantemente a nível sinovial – sinovite reumatóide – que distende as estruturas capsulo- ligamentares e invade as articulações e as estruturas tendinosas; constitui-se o “pannus sinovial” que é responsável pela destruição da articulação e pela ruptura dos tendões.
História clínica do doente…
Anamnese… Dor… Ritmo inflamatório na fase de agudização
Ritmo mecânico na fase de remissão
Intensidade da dor
Rigidez matinal
Exame do aparelho locomotor… Sinovite
Rigidez dolorosa por retracção das partes moles
Deformações articulares
Amiotrofias
Diminuição da força muscular

Exame funcional… Avaliação das AVD’s: higiene, vesti/despir, uso do WC, deambulação, lazer; trabalho; actividades domésticas
Índice Funcional de Steinbrocker… Classe 1 – sem limitação de actividades
Classe 2 – actividades normais, apesar de uma desvantagem
Classe 3 – redução das actividades, com alguma autonomia
Classe 4 – necessidade de 3ª pessoa para sair da cama ou da CR
Índice funcional de Barthel… MIF… (e outras escalas)
Diagnóstico... Baseia-se em dados clínicos e laboratoriais e nos critérios do Colégio Americano de Reumatologia, que define que um doente tem AR se apresenta pelo menos 4 dos 7 critérios propostos, sendo que os 4 primeiros devem estar presentes durante 6 semanas.
Critérios Definição
Rigidez matinal Rigidez matinal articular com duração de pelo menos 1 hora até atingir o máximo desempenho.
Artite de 3 ou mais articulações Pelo menos 3 áreas articulares têm simultaneamente edema tecidular ou derrame (e não apenas crescimento ósseo excessivo) observado por um médico. As 14 possíveis áreas articulares (esquerdas ou direitas) são: IFP, MCE, punho, cotovelo, joelho, anca e MTE.
Artrite das articulações das mãos Pelo menos, edema de uma área articular, sobretudo nos punhos, MCF e IFP.
Artrite simétrica Envolvimento simultâneo e bilateral das áreas articulares acima referidas. O envolvimento das IFP, MCF ou MTF aceitam-se sem simetria absoluta.
Nódulos reumatóides Nódulos subcutâneos sobre as proeminências ósseas, superfícies extensoras e regiões justa-articulares confirmadas por um médico.
Factor reumatóide no sangue Demonstração de quantidades anormais de factor reumatóide sérico põe qualquer método que tenha sido positivo em menos de 5% dos indivíduos do grupo de controlo.
Alterações radiológicas Alterações típicas de AR nas radiografias postero-anteriores das mãos e punhos, que frequentemente ilustram erosões inequívocas, descalcificação óssea localizada ou marcadamente adjacente às articulações atingidas (não apenas alterações de osteoartrite).
Clínica... O início da AR é lento, com duração de semanas ou meses e alguns doentes apresentam fadiga, emagrecimento e mal-estar; é frequente o atingimento simétrico das articulações.
O doente apresenta… Dor e rigidez nas articulações do punho, mão MTF
Edema das articulações IFP, com dedos em fuso e desvio cubital
As articulações envolvidas podem estar edemaciadas, quentes, dolorosas à palpação e com limitação de movimentos
Tratamento...
Objectivos… Aliviar as dores e limitação da inflamação
Evitar o “pannus sinovial”
Manter a função articular
Prevenir as deformações e a deterioração articular
Restaurar a função
Tratamento medicamentoso… Tratamento analgésico com silicados e AINEs
Corticoterapia
Imunossupressores
Antireumatismais
Tratamento cirúrgico… Cirurgia conservadora… Sinvectomias e correcção de desvios
Cirurgia protética… Artroplastias
Cirurgia definitiva… Artrodeses
Tratamento fisiátrico // Intervenções de enfermagem de reabilitação…
Inclui… Repouso
Exercício
Protecção e economia articular
Modalidades termais
Medidas educativas da pessoa
A. POSICIONAMENTOS NO LEITO…
è Decúbito dorsal… Base da cama dura
Almofada baixa para apoio da cabeça
MI em posição neutra, evitando RE e AB
Tibiotársica a 90º
Evitar flexos do joelho e anca
MS: AB e RE com ligeira flexão do cotovelo, antebraço em supinação, punho em extensão e dedos e mão em posição de repouso
è Decúbito ventral… Evita flexo dos joelhos
Os pés devem ficar fora da cama
è Decúbito lateral… Ligeira flexão da anca e joelho
Alternância de decúbitos.
Ortóteses de função estática e dinâmica, têm como objectivo manter as articulações em posição correcta.
B. MASSAGEM
► Tem propriedades sedativas, relaxantes, de estimulação de circulação, que são utilizadas como preparatórias da cinesiterapia
► Contra-indicações nas fases inflamatórias severas

C. CINESITERAPIA
► As mobilizações devem respeitar os limites da dor
► Durante a fase activas as sessões devem ser breves, repetidas 2 a 3 vezes ao dia
► Mobilizações activas suaves ou mobilizações activas assistidas não dolorosa em articulações inflamadas
► As mobilizações passivas estão indicadas em fase de remissão
D. REEDUCAÇÃO MUSCULAR
Exercícios isométricos… Mais indicados e bem tolerados na fase aguda, durante o período de inflamação
Contracções de 6 segundos por musculo afectado, uma vez por dia
Exercícios isotónicos… Indicados em doentes com inflamação e dor controlada
Actividades como caminhar, andar de bicicleta e piscina
Exercícios isocinéticos… Com controlo da velocidade do movimento do membro
Planeados para exercitar ao máximo os músculos durante as mobilizações
E. CRIOTERAPIA
► Na fase de inflamação (calor, rubor e dor)
Vasoconstrição… limita o processo inflamatório, a excudação e o aumento da pressão compartimental e potencia uma normalidade metabólica
Contra-indicações… Hipersensibilidade ao frio
Patologias isquémicas
F. BALNEOTERAPIA
► Contra-indicada nos períodos inflamatórios.
► A água a uma temperatura de 34º - 37º tem propriedades antialgicas e descontracturantes
► O efeito da impulsão da água reduz o efeito da gravidade e permite uma mobilização não dolorosa e alivio da carga
► Sessões diárias de 15 minutos induz bem-estar e diminui o tempo de rigidez matinal, tendo um efeito psicológico muito positivo
G. ECONOMIA ARTICULAR
► Conjunto de medidas que tem como objectivo a redução das agressões sofridas pelo aparelho locomotor
► Princípios… tomada de consciência dos gestos que favorecem as lesões articulares
As pinças terminolaterais polegar/indicador
As preensões digitais finas
Movimentos em torção da mão (favorecem o desvio cubital)
Transporte de cargas pesadas
Posição de pé ou caminhar por tempo prolongado
Utilização de ajudas técnicas
H. AJUDAS TÉNCICAS // DISPOSITIVOS COMPENSATÓRIOS
► Em situações de deformidades acentuadas em flexão… Talas de repouso
Talas funcionais
Tracções cutâneas
► Cuidados pessoais… Adaptação das roupas com elásticos e tiras de velcro
Botões grandes e cabos longos
Adaptadores para cabos
► Marcha… Bengalas… Canadianas… Multas… CR
► Dispositivos para transferências… Elevadores de sanita… Barras de preensão… Tábua de assento…
► Dispositivos para a alimentação… Adaptadores para cabos dos talheres… Facas eléctricas… Abre latas…
I. ENSINO DA PESSOA/FAMÍLIA
Protecção articular… Evitar períodos prolongados na mesma posição
Adopção de posturas adequadas
Controlar a dor e evitar o uso excessivo em fases agudas
Períodos de descanso regular
Utilização de dispositivos compensatórios
Exercício físico
Conservação da energia... Uso de dispositivos compensatórios e de roupa apropriada
Maximizar a função biomecânica com auxílio de ortóteses
Períodos de repouso durante o dia
Exercício
Implicações psicossociais… Reorganização face às perdas de função, do e efeitos colaterais da medicação
Flexibilidade
Apoio familiar
Apoio psicológico
Terapia de grupo
Actividades gerais… Abordagem interdisciplinar na promoção da autonomia nas AVDs e independência a todos os níveis
# MÃO REUMATÓIDE #
O início mais frequente da doença é a sinovite inflamatória e simétrica do punho, metacarpofalângicas (MCF) e interfalângicas proximais (IFP) da mão.
Alterações mais frequentes do punho e da mão…
Dedo em colo de cisne… hiperextensão das articulações IFP e da sua curvatura
Dedo em botoeira… apresenta uma sinovite das IFP, com curvatura IFP e hiperextensão da IFD. Provoca uma redução significativa na capacidade de agarrar e destreza manual
Dedo em martelo… resulta de uma sinovite cm predomínio da IFD e ruptura da inserção distal do tendão extensor
Desvio cubital dos dedos… devido a factores mecânicos, musculares e articulares
Desvio braquial do punho
Estratégias terapêuticas e ortóteses…
► A prescrição de ortóteses e o ensino da economia articular tem uma função de prevenção do aparecimento e agravamento das lesões
► Podemos classificar as ortóteses em... ORTÓTESE DE INACTIVDADE… Repouso
Recuperação da amplitude
ORTÓTESES DE ACTIVIDADE… Estabilizar
Melhorar a performance do gesto
Suprimir a dor
► Tipos de ortóteses… ORTÓTESE DE REPOUSO DO PUNHO… O punho é colocado em ligeira extensão e as MCF e as IF ligeiramente flectidas
ORTÓTESES ANTI-DESVIO CUBITAL … Tem como objectivo contrariar a deformação em desvio cubital dos dedos
ORTÓTESES DOS DEDOS LONGOS… Para corrigir o dedo em colo de cisne
ORTÓTESE DE REPOUSO DOS DEDOS